RH EM PAUTA

11 de novembro de 2017

Inverno, tempo frio, coração quente

Artigo escrito por Silvano Aragão,Gerente Executivo de Gente & Gestão Fecomércio MG.

O inverno é uma estação do ano bem interessante: grande parte da população aprecia bastante, outros, nem tanto. Durante 22 anos venho trabalhando na gestão de pessoas, motivando, avaliando e estimulando os profissionais em suas atividades. Percebi que, curiosamente, no inverno, as pessoas são mais produtivas no trabalho. Parece que o frio estimula também o desenvolvimento do senso de organização e um melhor planejamento das atividades diárias.
É interessante que os países mais desenvolvidos do mundo têm temperaturas médias mais baixas durante o ano. O frio tem seus benefícios para a produtividade. Em países muito quentes, a tendência é que as pessoas fiquem mais cansadas e desmotivadas para trabalhar. O clima também parece influenciar a personalidade das pessoas em cada país. Nos lugares frios, os moradores são mais pragmáticos e disciplinados. Já nos países quentes, são mais criativos e sensíveis.
Um bom exemplo de sensibilidade é a Campanha do Agasalho criada pelos colaboradores da Fecomércio MG. Com o slogan “Aqueça o inverno de quem precisa”, a campanha visa ajudar moradores de rua, buscando dar mais conforto para pessoas que não têm casa nem abrigos para se aquecer nesta época fria do ano. A campanha tem uma via de mão dupla: por um lado, por meio de doações de cobertores, agasalhos, sapatos e roupas em geral, aqueceu moradores de rua; de outro lado, aqueceu o coração dos participantes.
A moda agora é ser solidário, é ajudar, é se sensibilizar com o sofrimento alheio, pois o mundo fica mais humano quando ajudamos. Não podemos virar as costas para quem precisa e achar que o problema é apenas do governo. Os últimos acontecimentos políticos deixaram claro o quanto nossos governantes estão despreparados para resolver os problemas do nosso país.

Os melhores lugares para se viver não são os frios ou quentes, são os que oferecem estabilidade, saúde, cultura, preservação do meio ambiente, educação e infraestrutura. O importante nesse momento é que cada um possa contribuir com o que está ao seu alcance. Precisamos tornar o Brasil um lugar melhor para todos viverem. A boa notícia é que tem muita gente boa neste país, que está se mobilizando por toda a nação para ajudar a quem precisa.

Aqui no centro de belo Horizonte, um pequeno grupo de pessoas está fazendo sua parte, proporcionando o mínimo de conforto e proteção para os moradores de rua nas noites frias que chegaram, e tendem a piorar. A perspectiva é de que será o inverno mais longo e rigoroso dos últimos anos. Por isso, qualquer doação é bem-vinda sempre!